2008-06-07

Como superar o efeito Sanfona? II

Efeito sanfona é como é chamado
o ato de engordar e emagrecer repetidas vezes, decorrentes de várias dietas para emagrecer


Após dietas muito restritivas a pessoa emagrece, porém não agüenta por muito tempo manter essa alimentação e come em excesso, voltando a engordar.

Muitas pessoas passam a vida inteira tentando emagrecer, ou seja, sonham com um corpo escultural e fazem milhões de dietas para conseguir o seu objetivo. Só que muitas vezes
não pensam na saúde, pagando qualquer preço para ter apenas um corpo bonito.


Atualmente existem milhares de dietas na mídia para incentivar as pessoas a emagrecer, dieta das proteínas, dieta da sopa, da lua, das frutas, dieta líquida, etc. Além de outros recursos como o uso de laxantes, diuréticos, medicamentos, etc... Enfim é grande o número de alternativas para eliminar peso. Sejam elas boas ou ruins para a saúde.

“Seguindo qualquer tipo de dieta, você até poderá eliminar peso, mas talvez não de forma adequada, ou
seja, equilibrada nutricionalmente e de forma contínua"

Isso porque se a pessoa não muda hábitos alimentares inadequados, acaba engordando novamente, obtendo um emagrecimento à curto prazo.

Após tantas oscilações de peso, o organismo acaba criando maior resistência a emagrecer e assim se torna cada vez mais difícil alcançar o peso desejado e manter este peso.


Para que isso não aconteça, é preciso incorporar certos hábitos alimentares porque ninguém consegue passar a vida inteira fazendo dietas, comendo só sopas, só frutas, tomando medicamentos, etc...

Mas por quê ocorre o efeito sanfona?

Quando somos crianças são formadas as nossas células de gordura. Quando se come muito e de forma desequilibrada, estas células incham, se dividem, aumentam. As células de gorduras que são adquiridas ao engordar não são perdidas, elas permanecem no corpo.

Quando ocorre o emagrecimento elas apenas diminuem de tamanho. O cérebro interpreta a eliminação de peso como uma ameaça à integridade do organismo e “queima” menos calorias, ou seja, o metabolismo se torna mais lento. É uma forma de preservação, para que o peso perdido possa voltar. Esse que é o efeito sanfona.

O cérebro tende a manter o maior peso adquirido. É preciso que se passe muito tempo numa determinada faixa de peso para que o organismo se adapte a esse novo peso.

As pessoas devem se conscientizar que estar acima do peso é um problema sério e que deve ser tratado de forma equilibrada e consciente, respeitando o corpo e suas necessidades.

Para sair do efeito sanfona é importante deixar as dietas de lado
e manter uma alimentação equilibrada para o resto da vida. As vantagens são inúmeras, desde a nutrição adequada das células
que exercem suas funções corretamente, até a prevenção de algumas doenças.

O lado ruim é que emagrecer com saúde leva mais tempo e requer maior disciplina e força de vontade já que o organismo precisa se adaptar à nova alimentação.

Alguns estudos relacionam o efeito sanfona com riscos para saúde, como um sistema imunológico mais prejudicado e risco para doenças coronarianas, hipertensão, colesterol elevado e outras dislipidemias. Para evitar tais doenças é fundamental ter bons hábitos alimentares e praticar atividade física regularmente. Assim, ocorre a manutenção do peso desejado, que se estende por toda a vida.

Data de publicação: 01/01/2006

Coluna assinada por:
Milena Lima

Nutricionista-chefe de Cyber Diet.

1 comentário:

  1. oi
    Vim deixar um grande abraço e votos de um fim de semana estupendo.

    Graças a Deus essa da "sanfona" (risos), já não se mete comigo. Dieta acabou, agora só RA.

    ResponderEliminar

Bem vindos são aqueles que vierem por bem!

Para Rir

Mulher gorda é que nem Ferrari… quando sobe na balança vai de zero a cem em um segundo.