2008-06-08

IntolerÂncias Alimentares I

Se você adora comer, come de tudo e vive se praguejando que isso só engorda pense que pior do que engordar é não poder comer o que gosta


Existem muitas pessoas que não podem abusar por problemas de saúde, mas também existem aquelas que precisam excluir determinados nutrientes de sua alimentação por terem intolerâncias alimentares.

É mais ou menos como uma alergia, a pessoa não pode comer porque faz mal. As mais conhecidas são a doença celíaca, a intolerância à lactose e a fenilcetonúria. No Brasil, há até mesmo uma portaria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) que determina que nos rótulos de alimentos contenham informações sobre a presença de

certas substâncias como glúten, fenilalanina e lactose.

Não se assuste com os nomes estranhos, o importante é você saber o que é cada uma delas e ficar de olho se alguém na sua família apresenta estes sintomas. O efeito de alguns nutrientes podem ser tóxicos para quem tem alguma destas doenças, que precisam ser identificadas e tratadas com uma dieta alimentar adequada.

Saiba mais sobre estas 3 intolerâncias alimentares e confira dicas do que pode ou não ser consumido.


Fenilcetonúria (PKU)
Caracterizada pela ausência de uma enzima que participa da eliminação da fenilalanina. Detectada no exame do pezinho.

Doença Celíaca
Intolerância permanente ao glúten, que nada mais é do que a proteína presente no trigo, malte, cevada, aveia e centeio, etc.


Intolerância à lactose

Incapacidade de digestão da lactose, um açúcar encontrado no leite.

Data de publicação: 23/05/2002


Coluna assinada por:
Roberta dos Santos Silva

Nutricionista-chefe do programa Cyber Diet,
formada pela Universidade Católica de Santos
CRN-3 14.113

1 comentário:

Bem vindos são aqueles que vierem por bem!

Para Rir

Mulher gorda é que nem Ferrari… quando sobe na balança vai de zero a cem em um segundo.